Acupuntura e Gravidez

Fertilidade

Desde que o casal resolve engravidar, vale a pena já começarem o tratamento de acupuntura. Tratando da mente e do corpo, a fertilidade e a libido do casal é aumentada.

Em quais situações a acupuntura ajuda?

  • Doenças do útero e dos ovários, como SOP, endometriose, dismenorréia, vemos como estase de sangue, acúmulo de umidade, excesso de calor ou de frio no baixo ventre. Vamos favorecer a circulação e a nutrição local para melhora do quadro.

  • O ciclo menstrual: Sabemos que a fertilidade depende de um ciclo regulado. Nós regulamos o ciclo

  • Na fase menstrual: desfazemos a congestão do Qì e tonificamos o sangue, desfazemos os  coágulos.

  • Na fase pré ovulatória: tonificamos o Yin, favorecendo o crescimento folicular e a reconstrução uterina

  • Na fase pós ovulatória: tonificamos o Yang, mantendo o espessamento o endométrio, favorecendo a nidação.

  • Os sintomas de TPM (dores de cabeça, cólica, irritabilidade…) são todos atenuados, diminui coágulos, corrige ciclos longos, curtos, amenorréia…

Os procedimentos médicos são todos otimizados, melhorando qualidade dos óvulos e espermatozoides, aumentando o espessamento uterino e as chances de sucesso da FIV.

Quando começar os tratamentos de acupuntura?

O quanto antes, pois as sessões de acupuntura sempre beneficiam de alguma forma a paciente e seu parceiro.

 

Quantidade de sessões:

  • Para regulação do ciclo menstrual ou tratar doenças do aparelho reprodutor: sessões semanais.

  • Na FIV recomenda-se tratamentos semanais E imediatamente antes da aspiração de óvulos e uma sessão imediatamente antes e outra após a implantação.

Gravidez

A gestação é uma fase de grande mudanças físicas e emocionais. A acupuntura quando indicada o quanto antes garante uma melhor vivência desta fase tão magica.

 

Quando começar a acupuntura e qual frequência:

É indicado fazer desde que se descobre a gravidez, fase com muitos medos e muita insegurança =  1 a 2 tratamentos por mês. Se a gestante preferir, pode ser semanal.

Após semana 36-37 semanalmente e após a 39a semana fazer 2 a 3 vezes por semana até o nascimento. Os tratamentos até a 37a semana servem para equilibrar a energia da mãe

 

Alguns sintomas e desequilibrios tratados pela acupuntura:

  • Aspectos Emocionais (irritabilidade, preocupação, tristeza, medo, opressão torácica, insônia, cansaço). As pequenas oscilações de humor são comuns, mas quando elas extrapolam, precisam ser tratadas e reguladas.

  • Sintomas digestivos (constipação, diarréia, enjôo, vômito, inapetência, desejo por doces, refluxo, azia)

  • Dores (cefaléia, lombalgia, pubalgia, sind. tunel do carpo, tendinites, cervicalgia, ciatalgia…)

  • Problemas circulatórios (hemorroida, varizes vulvares, edema, prurido, cãibra)

  • Acupuntura complementa o tratamento de pré-eclâmpsia, hiperêmese gravídica, hipertensão arterial  e retardo do crescimento intra-uterino.

  • Alterações no líquido amniótico (polidrâmnio e oligoâmnio). Com resultado surpreendente, porém deve-se fazer sessões em intervalos curtos, idealmente diariamente ou em dias alternados.

  • Versão cefálica. Idealmente deve-se começar as sessões de acupuntura  para o bebê pélvico com 30 semanas.

Das 30 às 34 semanas, indicamos 1 sessão por semana.

Após 34 semanas, indicamos 2 a 3 sessões por semana.

A gestante recebe um bastão de moxa para fazer um tratamento diário em casa.

 

Preparo para o parto

A partir da 37ª semana, os tratamentos são focados para preparar a mãe para o parto. Normalmente, se faz de 2 a 3 tratamentos por semana até o parto, ou conforme as necessidades da mãe e do bebê. Estes tratamentos servem para:

  • preparar o corpo para o parto

  • acalmar a ansiedade

  • preparar o períneo

  • estimular as contrapões uterinas

  • favorecer a descida do bebê

 

Trabalho de parto

A acupuntura é reconhecida por acelerar e facilitar o trabalho de parto e por ajudar a mãe à se manter mais calma e mais concentrada em seu corpo. Não devemos dizer que se induz com acupuntura. A acupuntura é um estímulo que harmoniza corpo e mente.

Os tratamentos de acupuntura durante o trabalho de parto permitem:

  • Diminuir o edema do colo (que pode vir à ser uma indicação de cesárea)

  • Relançar um trabalho estacionado

  • Estimular a descida do bebê

  • Regularizar as contrações

  • Diminuir os riscos de cesariana

  • Acalmar a mente

  • DIminuir os medos e apreensões

  • Auxiliar no expulsivo prolongado

  • Auxiliar na dequitação (expulsão placentária)

A quantidade de sessões vai depender do desenrolar do trabalho de parto. O acupunturista pode ser chamado quando a equipe sente necessidade, ou pode participar de todo o TP estando disponível para atuar a qualquer momento.

Pós parto

No pós parto imediato, a medicina chinesa auxilia nos casos de:

  • Constipação

  • Edema

  • Hemorroida

  • Vulnerabilidade emocional

  • Cicatrização perineal

  • Sangramento excessivo

  • Cansaço

  • Anemia

 

No pós parto tardio, recomenda-se receber acupuntura, melhorando a  convalescência e a recuperação. O quanto antes a puérpera receber tratamento, melhor será sua melhora. Atuamos também nos casos de:

  • Todas as situações anteriores

  • Cicatrização da cesariana

  • Hipogalactia

  • Congestão da mama

  • Mastite